Updates 21: Visibilidade (a minha e a sua!!)

Olá, Inbound Camper,

Aqui em São Paulo, dia chuvoso. Diferente dos outros Updates, estou enviando o nº 21 em um domingo.

Os primeiros Updates foram nas segundas-feiras e ao longo das semanas fui variando os dias e horários.

Nos Updates, procuro “dialogar” os últimos artigos que escrevi nos dias anteriores com o texto da mensagem principal (é um quebra cabeça). Na mensagem principal procuro compartilhar os meus pensamentos, reflexões das minhas leituras pessoas.

Logo abaixo da mensagem principal, coloco um bloco de links para mais artigos (tecnicamente chamado de rss-to-email).

Todos esses links geram um pico de acessos simultâneos no meu site, na primeira hora de envio do email. Desde que comecei com o Updates, os picos mais significativos aconteceram nos disparos de emails nas segundas-feiras às 10h00. (Aqui, em vez de "odeio segunda-feira", é "amo segunda-feira".)

Desde que iniciei o Updates, o que eu achei mais curioso foi o que começou a ocorrer ao longo das semanas. Surpreendentemente, as pessoas guardam os meus emails e continuam abrindo e clicando nos emails anteriores. Por exemplo, continuo tendo acessos de Updates enviados há 3 meses.

Eu não tinha esse tipo de noção, mas como cada email semanal tem um número de identificação sequencial de campanha (falando tecnicamente: utm_campaign) – “Updates 1, Updates 2, Updates 3, etc” – essa informação começou a ficar mais óbvia nos relatórios de acessos do Google Analytics e no GoSquared, ferramenta que uso para acompanhar os acessos do site em tempo real.

Assim sendo, mesmo sabendo que enviar emails na segunda-feira provavelmente iria ter um pico de acesso mais expressivo, me tranquiliza saber que este Updates irá gerar acessos ao site pelo menos nas próximas 12 semanas! 🙂

(Até aqui você achou essas informações relevantes?)

Eu falei da minha visibilidade, mas agora vamos falar da sua! (A parte boa sempre fica para o final! hehehe)

No livro “The CEO Next Door: The 4 Behaviors that Transform Ordinary People into World-Class Leaders”, as autoras Elena Botelho e Kim Powell analisaram 2.600 líderes. Elas buscaram identificar o que é preciso ter para se tornar um CEO de destaque. Ótimas dicas!

O livro fala, por exemplo, que quando as corporações contratam um CEO, elas não estão contratando só ele ou ela, mas toda a sua "carteira de contatos". Você já tinha parado para pensar nisso?! Faz lembrar quando você ouve que alguém contratou um vendedor porque ele tinha uma carteira de clientes.

Os CEO tem pontos francos, mas ele ou ela conhece as pessoas que precisam ter como apoio na empresa ou trazer consigo para complementarem a sua atuação.

Um dos pontos que os CEOs de destaque fazem bem é ter consistência nos resultados. Botelho e Powell comentam que está cheio de CEOs na média, que tem resultados esporádicos e, por isso, não se sobressaem.

De acordo com as autoras, os conselhos das empresas detestam surpresas. Eles preferem a previsibilidade. Portanto, os CEOs que se destacam são aqueles que mantêm uma consistência nos resultados e, acima de tudo, dão visibilidade para o que fazem. Foi nessa parte da leitura que eu tive um “insight”.

Eu explico:

Eu recebo alguns depoimentos dos meus alunos (faço questão de mostrar rs, afinal como as autoras mencionaram, temos que dar visibilidade hahaha). Veja este que recebi da Jana Ramos, Head of Growth na Vindi (startup que virou investidora de fintechs):

"Fiz um curso com o Angelo Públio e isso mudou minha carreira, foi muito importante! 🙂 Parabéns pelo profissional e educador excelente!"

Você não ficou com vontade em saber a história da Jana?! Eu fiquei.

Já pensou quantas pessoas poderiam se inspirar na história de transformação da Jana, da Vindi e na sua história? Sim, você mesmo que está me lendo, a sua história!

O propósito dos conteúdos que compartilho são para dar dicas, insights e inspirar. Vamos fazer isso juntos?

A sua história ou da sua empresa (que você trabalha, ama, fundou, etc) pode inspirar muitas pessoas.

Sem que você espere algo em troca, se 1 pessoa se sentir inspirada com o que você tem para contar, já valeu a pena!

Se você sentiu o seu coração tocado e quiser participar, eu deixei um formulário para você com algumas perguntas. Deve demorar 1 minuto no máximo.

Além de inspirar outras pessoas, para ser um CEO de sucesso é importante divulgar os seus resultados. Não sou eu quem está falando, são as autoras do livro.

Ahhh, no livro elas quebram alguns mitos. Afinal, muitos desses CEOs, além de serem introvertidos, não fizeram faculdades renomadas e nunca imaginaram que seriam CEO um dia. Ou seja, você pode inspirar um futuro CEO. Tenho certeza que ele ou ela lembrará de você um dia.

Você pode ver outras dicas das autoras neste artigo da Harvard Business Review: “What Sets Successful CEOs Apart”.

E por favor, se quiser contar a sua história ou da sua empresa, preencha o formulário do projeto “insights”.

Com certeza, a sua história servirá para inspirar as pessoas em seus “micromomentos”. Estes são intervalos de tempo em que as pessoas buscam por meio de seus smartphones encontrarem respostas e descobrir coisas novas. Falei disso no meu último post.

E, compartilhei um outro artigo com um “Pergunte ao Angelo” em que respondo: “site multi-idioma gera conteúdo duplicado no SEO?”.

Bora pra cima!!

Forte abraço,

Angelo